8 de fevereiro de 2007

AE DO ISCTE E OS SEUS ESTATUTOS

No dia 6 de Dez. de 2006 aconteceu no ISCTE um feito único e que infelizmente ficou para a história das Associações de Estudantes em Portugal. São diversas as possíveis tentativas de definição do processo; uma performance teatral, uma clubização formal da AE, a privatização da empresa AE, etc. Realizou-se nesse dia uma Reunião Geral de Alunos, marcada pela AE para reformular os estatutos da mesma. Ficaram aprovados nessa RGA entre outras coisas, 3 que são importantes destacar:
1 - Para eleger e ser eleito para a AE tornou-se obrigatório ser sóci@ com a quota paga.
2 – A RGA deixa de ter poder deliberativo e passa a tê-lo a RGS (Reunião Geral de Sóci@s). Para poder participar nas RGS's é obrigatório ser sóci@ da AE com quota paga.
3 – A associação reserva-se ao direito de admissão, ou seja, só pode ser sóci@ quem a AE entende que deixa ser sóci@.
Para se perceber o contexto em que isto aconteceu é necessário ter em conta duas coisas.1 - Não existiu divulgação nem debate prévio com os alun@s, sobre os estatutos em vigor e a proposta de alteração. 2 - A divulgação da dita RGA foi quase invisível e a maioria dos alun@s não sabia da sua existência. Estas duas condições retiram qualquer pretensão democrática, do processo de alteração aos estatutos da AE. Prova disso foi a composição da RGA em que os estatutos foram alterados, estavam presentes cerca de 40 pessoas, sendo que cerca de 30 eram da direcção da AE. No Iscte existem cerca de 6000 alunos, numa RGA com 30 pessoas da AE e 10 alunos, não será de certeza o espaço legítimo, para aprovar este tipo de alteração radical aos estatutos.
A mobilização para esta RGA consistiu em poucos cartazes, a preto e branco, pequenos (tamanho A4), colocados em poucos locais e em locais pouco visíveis. Contrasta este tipo de divulgação, com a divulgação das festas organizadas pela AE, que contam com uma grandes cartazes coloridos, feitos em empresas de artes gráficas e em grande escala. A AE demonstra quais são as suas prioridades, as festas pagam-se e dão lucro, as RGA's dão a chatice do formalismo democrático. As RGA's levantam aquilo que revelou ser um enorme problema para a AE, as opiniões diferentes.
Além do escabroso processo de RGA, a AE num exercício de hipocrisia medrosa, levou um advogado pago por si à RGA. O advogado fez o que a AE não teve coragem de fazer. O papel do advogado consistiu em apresentar os novos estatutos e argumentar sobre a sua inevitabilidade, considerando que os estatutos em vigor eram ilegais. Durante o debate em RGA, nenhum membro da AE, soube explicar ou fundamentar as alterações aos estatutos. Duvidamos da legalidade da presença do advogado. O advogado é um elemento exterior aos alunos e à universidade. Fazia sentido anunciar na convocatória a presença do advogado. Como elemento externo à Reunião Geral de Alunos, a presença do advogado só faria sentido se fosse votada pelos alunos, coisa que não aconteceu.
Uns dias depois da RGA, o colectivo de que faço parte o Gae-Iscte, fez uma colagem no perímetro da universidade. Colámos cartazes a chamar a atenção para as questões graves dos novos estatutos. No final da colagem verificamos que quase todos os cartazes tinham sido arrancados. Voltamos a colar mais cartazes e quando estávamos a ir embora, surpreendemos dois elementos da AE a arrancar os cartazes. Tivemos uma discussão acesa sobre liberdade de expressão. Durante essa conversa admitiram ter arrancado também, cartazes de uma campanha que fizemos anteriormente, contra o desinvestimento do estado no ensino superior. A acção da A.E. do Iscte, revelou-se na mais grave atitude antidemocrática. A AE do Iscte, não aceita a critica pública ao seu trabalho. A AE do Iscte, não aceita a critica pública no espaço do Iscte, ao actual governo. A AE do Iscte, faz o que for preciso para "apagar" a opinião que é diferente da sua. Os actos de censura preconizados pela AE do Iscte, só podem merecer o nosso total repúdio público. As pessoas que compõem o colectivo Gae-Iscte comprometem-se a não se calar, a não se deixar intimidar, a dizer o que for preciso, porque isso incomoda o oportunismo, o laxismo, a inoperância, a intolerância, todas essas coisas em que queremos ser diferentes.
Na defesa dos direitos dos alun@s perante a elitização, injustiças e dificuldades trazidas por bolonha, a AE fez ZERO. O valor das propinas no ISCTE é o máximo e a AE fez ZERO. Porque em alguns casos, mantém-se a impunidade no reinado do professor, deixando @s alunos às arbitrariedades dos sistemas de dominação (a AE faz ZERO). Infelizmente existem muitos casos de total desprezo pelos direitos d@s trabalhador@s estudantes, a AE faz ZERO. Em relação aos/as alun@s a AE limita-se a prestar serviços que na sua maioria são pagos. Para além de funcionar numa perspectiva empresarial cujo objectivo principal é o lucro, ainda faz de cão de fila da liberdade de expressão. A nossa AE demonstra que não defende os interesses d@s alun@s, mas faz o que for preciso para se defender da crítica. A nossa AE já não é associação, é empresa. A nossa AE já não é dos estudantes, é d@s http://uk.f256.mail.yahoo.com/ym/Compose?To=sóci@s.

Pedro Pombeiro

15 comentários:

Grupo de Acção Estudantil do ISCTE disse...

Infelizmente todo este relato é exactamente verdadeiro!
A atitude da AE para com a liberdade de expressão, o confronto de ideias e proactividade por parte de outr@s estudantes, é muito complicada. Tem, para a AE, um sabor amargo, como se alguém se estivesse a "apropriar" dum espaço que no seu entender lhes pertence.
Em vez de a AE estar como o principal apoio de qualquer grupo de estudantes que queira mexer as coisas no ISCTE, pôr as pessoas a pensar (ui...isso é que vocês não gostam!), enfim, fazer uma série de iniciativas que mobilizem e politizem, minimamente a comunidade do ISCTE, NÃO, prefere entrar em guerras e tricas, recorrendo a acções como arrancar cartazes, que É CRIME por sinal, criticar tudo o que existe e o que não existe...que obcessão!!!
A AE devia era estar preocupada com os direitos dos estudantes do ISCTE, tratar de fazer este o seu maior combate, gastar todos os seus recursos em fazer do ISCTE um espaço de estudo, sim, mas sobretudo um espaço que ajude @s estudantes a exercerem a sua cidadania, a desenvolverem espirito crítico, a reivindicar aquilo a que têm direito, e tudo isto só se faz com ideias, acções, iniciativas que chamem @s estudantes, e não com passividade, inacções e sucessivas abstenções, como se verificou face ao P. de Bolonha.
Acreditem que assim os plenários de estudantes passam a ter estudantes, e não apenas a AE.

margarida

Anónimo disse...

Em vez da vossa meta ser deitar a baixo uma associação de estudantes que só se preocupa com o bem estar dos ISCTERIANOS, podiam ir ver se as vacas já voam...

Miguel Freitas disse...

É engraçado, antes de mais o GAE denomina-se como Grupo de Acção estudantil do Iscte, contudo, quem sois vós?que tipo de grupo são vocês?tem regras?estatutos?-gostaria imenso de saber!
É de salientar que as vossas criticas não tem mt de construtivo, o que me dá pena, pois sendo vós uma suposto oposição deviam apresentar soluções, coisa que nunca vi, apenas criticas sem fim.Soluções?!
Outras questão, falam de ilegalidades da AE da nossa faculdade, pois bem, hà cerca de uns tempos atrás recebi um e-mail vosso, uma especie de newsletter a qual eu não me recordo de ter requisitado, logo se não o fiz porque a recebi?..pois é isso não e permitido!

Miguel Freitas disse...

ja para não falar que usaram as listas de e-mails dos alunos do ISCTE! em relação ao assunto da RGA, voces discordam do "clubismo" cm tanto gostam de lhe apelidar...então diz-me achas bem que pessoas que são contra pelo simples facto de serem contra votem contra so por votar contra?n és a favor dum voto consciente?o pagamento duma quota já te dá alguma responsabilidade..e depois se existe tanta preocupaçao do "GAE" em lutar pelo melhor do ISCTE, 5€ é assim tanto ao ano?tens vários descontos, e o direito de lutar pelo melhor do ISCTE, tentem não ver a AE cm um alvo capitalista a abater!pensem em td o k o ISCTE tem...questionem-se cm lá foi parar, a AEISCTE ja fez e faz mt mais do que aquilo que voces vêem! cerca de 6000 alunos foram representados por 40, mt honestamente, dentro do ISCTE kts alunos acham voces que se preocupam mm? eu respondo-vos no máximo dos máximos 200 e já estou a puxar pra cima...
Imbirram vós com o advogado?!então porquê?-não gostam de alguém que sabe de leis é?ou preferem anarquia?mt bem esteve a AE nesse aspecto que convoca e paga alg informado e com qualidade para lhes tratar desse assunto, assim é td legal e tudo bem claro!lá que tenha imposto medo a voces n é uma atitude medrosa da AE antes pelo contrario, foi inteligente e deveras adequado!
Não sou da AE..sou mais um aluno do ISCTE, se quiserem responder digam qualquer coisa aqui....

Anónimo disse...

Querida margarida, tens o nome de uma bela flor, mas tu, és burra que nem uma porta. Que raio de piadas sao essas..."(ui...isso é que vocês não gostam!)" fazes-me rir. Fazer do ISCTE o quê mesmo?Festa do avante? Isso é só em Setembro. Acorda pa vida, deixa para trás essas utopias, o ISCTE é uma faculdade, não um comicio. Quando quizeres fazer campanha alista-te na Cruz Vermelha ou como voluntária, isso sim ficava-te bem, mas não essa cabecinha de esfregona, nem com óculos lá vai não é? -Não enxergas um palmo a frente do nariz. Mais um conselho, não tentes domesticar a mente dos alunos do ISCTE, como alguém fez com a tua, tira os óculos limpa as lentes e mete os óculos, pode ser que vejas bem melhor, agora entenderes o resto, não tens hipotese!
já agora deixo-te uma pérola, TU, minha idiota, e esse bando de activistas incultos, que julgam saber tanto, disseste: "recorrendo a acções como arrancar cartazes, que É CRIME por sinal" Antes de mais, diz-me minha florzinha zarolha, sabes que os cartazes só podem ser afixados em locais destinados para tal, e caso contrário é ilegal?saberás por ventura tu disto? Saberás tu também que nem tudo é "CRIME", saberás?
Vai como anônino não por medo de represálias porque tu nem me irias conseguir ver a frente com esses óculos imundos, mas apenas pa alimentar essa tua raivinha...mas não fiques muito raivosa, não vás tu por ventura ficar com espinhos minha florzinha mais feia do meu jardim
***beijinhos

Ana disse...

Alguns comentários (anónimos) que aqui foram deixados revelam bem a (falta de) honestidade, (falta de) respeito e (falta de) maturidade intelectual que por vocês caracteriza a política e actiivdade estudantil no ISCTE. É com insultos pessoais que se debatem e resolvem alguns dos problemas que foram aqui levantados?
Assim vamos longe!

Anónimo disse...

Glugluglu... GAE continuam a dizer merdinhas

Anónimo disse...

lol, realmente vocês são cómicos, "ana" ?? entre "ana" e "anônimo" nd muda porque tu não te identificas, e depois eu digo vocês referindo-me a GAE, tu referes-te a mim englobando-me na AE, quem te disse a ti que eu sou da AE ? por não concordar com a vossa utopia rídicula e impraticavél?? lol achas que só a AE é que não vos curte? lol o ISCTE não vive só da AE e do GAE, somos 6000 como alguém disse, achas que toda a gente que vos critica é da AE? abram os olhos, vocês julgam que são oposição quando apenas são um bando de comediantes de baixo nível. Atenção continuo a achar-vos fofos...vocês divertem-me..gostei da vossa vingança, aquela de pôr uma faixa a dizer "cancelado" nos cartazes da festa, lol eu ri-me, gostei de ver uns irritados e outros com medo de sorrir porque não tem coragem de admitir que foram eles a colar essas faixas...lol.

filipa gonçalves disse...

miguel:

Primeiro que tudo acho que não estamos a criticar por criticar. como deves saber já tivemos outras iniciativas que nada tinha a ver com isto.
mas penso que o facto de a a.e poder decidir se tu e eu podemos ser ou nao socios da ae, de deixar de existir o membro inerente(todo o aluno mesmo que nao se associe é representado e pode participar), e de só poderem ir ás a.g.a.s(onde se decide td) quem for socio, é grave. isto porque a a.e devia , e diz que quer representar os 6000 alunos, mas só 2000 é que sao socios. o que vai acontecer é que a a.e so vai representar esses 2000, uma minoria.
isto nada tem a ver com vermos a a.e com um alvo capitalista...
quando dizes que nao apresentamos alternativas é mentira, e tu sabes disso, fomos a reuniao com o pedro braz onde apresentamos varias, e na r.g.a tb apresentamos varias alternativas. como estavam demasiados ocupados a gozar connosco n devem ter reparado...

quanto ao advogado... aquilo era uma r.g.a- reuniao geral de alunos. se queriam levar um advogado no minimo deveriam ter informado nos poucos caratzes que haviam, e depois a questao é que ele mentiu, eu informei me, até com a a.e da fcsh( que tb alterou os estatutos) e os estatutos não tinham que ter sido alterados assim, tb falei com advogados que me disseram a mesma coisa...
mas como é obvio que com um advogado lá ninguem quiz saber das nossas alternativas...

quanto ao receberes maisl nossos..
deves ter deixado o teu contacto numa das nossas iniciativas. talvez no debate da ivg, ou na banca de recolha de assinaturas.. a unica maneira de recolhermos assinaturas é qunado fazemos coisas deixamos uma folha a circular que diz deixa o teu contacto... e tu deves ter deixado
...........................

NAO arrancamos cartazes. e até agora nao entendiamos a historia do c.a.g.a.e e dos cancelados...
lamento informar mas nao fomos nos que fizemos isso aos vossos cartazes. provavelmente alguem anda farto de voces, ou entao foi uma brincadeira parva.
como devem ter percebido nos respeitamos a liberdade de expressao e nem os vossos cartazes ridiculos do c.a.g.a.e arrancamos...

a a.e devia incentivar os alunos e as alunas a participar, e não estar sistematicamente a colocar obstaculos a quem quer participar.

margarida santos disse...

só venho acrescentar mais umas coisas, embora a filipa já tenha
a dito quase tudo!

de facto, se te mandámos mail foi porque no-lo deste!pois nós, OBVIAMENTE, que não consultámos listas de alunos, tás a viajar...apenas consultámos a nossa lista de contactos que circula sempre nas nossas iniciativas,e só põe o nome quem quer!Mas o teu nome, miguel freitas, já vai ser retirado, bastava teres enviado um mail a pedir para não receberes mais infos!

andamos a apresentar soluções há muito tempo,mas de facto devem andar demasiado preocupados em atacar-nos, e a formar "cOOrporações" contra nós e como tal, isto passa ao lado dos supostos interessados!

entre anónimos e anónimos, é dicil distinguir quem é quem e ter uma discussão séria...a não ser que vocês, anónimos, apenas venham mandar "postas de pescada"!

Só uma coisa, anónimo do dia 24/FEV da 00h24.
Tavas mesmo nervoso/a nesta noite an? Entre comicios e voluntarido, utopias e cruz vermelha...baralhaste aí umas coisas! a ver se te ajudo a clarificá-las..
O GAE, que tanto tem incomodado, e ainda bem, é bom sinal, é apenas e só um grupo de estudantes, informal, que pretende criar um espaço alternativo aos exiguos existentes, de debate de discussão de ideias, de expressão de opiniões, olha, por exemplo, para tu poderes expressar esas coisas tão feias que tu tão irritadamente vais dizendo...Não é de todo um grupo anti AE, aliás, essa acepçao automática que muitos fazem de que qualquer coisa que funciona paralelamente á AE é porque está contra a mesma, é não saber o significado de DEMOCRACIA!o que sim, me parece ignorância da grande..
Agora, se algum dia quiseres ter uma discussão um bocadinho mais séria, porque tendo a acreditar que também queres o bem de todos do ISCTE e não apenas satisfazer os teus ímpetos raivosos, podes vir ter comigo, que sou do 2º ano de Psicologia, que por sinal, não uso óculos. .. Ohohohohohohohoh, que tristeza a tua, lá vai por água abaixo o rol de elogios....pois é!mas claro que tu assinas anónimo, não porque tenhas medo de "represálias" (diria que tamos em plena guerra fria...com estes termos) apenas porque....porque....epá...porquê mesmo????

agora, não se inibam de continuar a visitar o nosso blog, e postar comments, é sinal que lêem o que escrevemos, vêem o que fazemos, sabem que existimos..metas cumpridas!!!

Miguel Freitas disse...

Nitidamente voces julgem que quem não está com voces esta contras vós...eu noa sou da AE já vos disse e mesmo assim incluem-me nesse leque, alternativas filipa?..olha que não
Quanto à história do mail, eu nunca, mas nunca dei o meu mail a nenhuma de vós mt menos espalhei o meu mail em algum lado, nem assinei nada, é uma politica minha por isso estamos esclarecidos não necessito mentir..
cumprimentos e continuem com o vosso trabalho!

Anónimo disse...

enganei-me pois, e o meu rol de elogios tão bem delineado foi pelo cano ohhhh e tu de tão feliz não cabes em ti, finalmente sentiste o cheiro da vitória. Mas deixa assim que li o que escreveste soube logo quem eras. Não, não vem ai um rol de elogios minhs fofa, elogiar-te não faria sentido, a tua figura diz tudo. O meu rol de elogios foi porque pensei ser alguém que conheço pessoalmente e que me chocou ver aliada a vós, mas felizmente estou aliviado.PERFEITO.
beijinhos pra ti magui...=D

pessimista disse...

Podemos pensar na AE como uma entidade, mas que tipo de pessoas forma esta associação? Isto é, actualmente quem está lá a organizar as coisas? São alunos?
Que interesses têm? O que é os faz comportarem-se desta maneira?

Pessoalmente nunca contei com a AE para mais nada que o desconto nas fotocópias na Danka.

É quase certo que nem todos os sócios pensam da mesma maneira, e não pretendo tornar isto num ataque pessoal, mas é notória a índole fascista das acções descritas neste blog.

Acho que estes vão ser os nossos políticos do futuro, já o estão a ser a uma escala mais reduzida.

filipa gonçalves disse...

pessimista:
"o estão a ser a uma escala mais reduzida."

de facto estão... mas eu pessoalmente tenho vergonha de ter uma associaçao como esta.. opressora e desinteressada no que diz respeito ao que realmente importa.. e como provavelmente vão ganhala outra vez,temos que criar espaço para que a malta, que nao se identifica com estas opçoes(festas e mais festas) possa participar e se sinta bem no iscte. e principalmente criar laços entre os alunos para exigirmos uma escola onde os alunos tenham direito a participar, e nao acontecer como já aconteceu que quando aparece uma novidade tipo bolonha ficarmos a espera que a a.e defenda os nossos interesses. pq bem podemos esperar sentados...

beijinhos

Anónimo disse...

Se voces nao fossem radicais e nao tivessem esse impeto de esquerda...